PROFESSORES

CONHEÇA OS PROFESSORES DO CONSERVATÓRIO DE MPB - 2º SEMESTRE 2017

MARINA CAMARGO – professora de ACORDEOM
Natural de Concórdia/SC. É graduada em Licenciatura em Música pela UFPR e Especialização em Música Brasileira no Ensino da Música pela FAP. Iniciou seus estudos de acordeom em 1993 em Curitibanos/SC. Em Curitiba, estudou com Rubens Pires e Waldir Teixeira, aprimorando-se com Toninho Ferragutti, Lula Alencar e Alessandro Kramer nas Oficinas de Música (2002 a 2007). Foi bicampeã estadual na categoria acordeom feminino no Festival Catarinense de Arte e Tradição. Participou de diversos grupos de música brasileira e como acordeonista convidada em shows e espetáculos cênicos. Tem dois álbuns gravados com os grupos Baque Solto e Folebaixo dos quais é fundadora, e mais de 20 participações em outros álbuns. Com o Baque Solto fez a turnê de lançamento do álbum em Maringá, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador. Com o Folebaixo se apresentou no Festival Nosso Jogo em Viena na Áustria (2014) e na cidade de Salerno na Itália (2016). Em 2017 o duo lançou seu álbum no Festival Psicodália (Rio Negrinho/SC). É professora de acordeom no Conservatório de MPB desde 2004. Site  www.marinacamargo.mus.br



PAUL WEGMANN – professor de COMPOSIÇÃO & ARRANJO INSTRUMENTAL EM MPB
Paul Wegmann (1984), guitarrista, compositor e educador musical começou seus estudos superiores na Escuela Moderna de Música (Santiago do Chile) e posteriormente, em música popular brasileira e jazz no Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí. Reside em Curitiba desde 2013 e tem realizado palestras formadoras de plateia de música instrumental, concertos didáticos e dividido palco com os principais exponentes da música instrumental da cidade. Atualmente cursa o último ano de Composição e Regência na Escola de Música e Belas Artes do Paraná e atua como professor de guitarra elétrica, violão e percepção musical. É professor do curso de Arranjo Instrumental do Conservatório de Música Popular Brasileira de Curitiba desde 2015.






MARCELO PEREIRA - professor de BAIXO ELÉTRICO
Bacharel em Música Popular pela FAP - Faculdade de Artes do Paraná. Foi integrante da Orquestra à Base de Sopro do Conservatório de MPB onde tocou ao lado de grandes nomes da música brasileira como: Léa Freire, Itiberê Zwarg, Roberto Sion, Toninho Ferragutti, Teco Cardoso, André Mehmari, Nailor Proveta, Arrigo Barnabé, Gabrielle Mirabassi, Nelson Ayres, Joyce Moreno e Waltel Branco. Com a OABS gravou o CD Mestre Waltel, em homenagem ao compositor Waltel Branco; em 2009 gravou o DVD “Arrigo Barnabé”, e o CD e DVD “Nossos Compositores”. Foi integrante da Maria Faceira Orquestra de Gafieira onde se apresentou ao lado de: Robertinho Silva, Nailor Proveta, Léa Freire, Walter Alfaiate, Vinícius Dorin entre outros. É integrante e membro-fundador do grupo Baque Solto e lançou um CD do grupo em 2012, no qual assinou também a direção musical. Ainda em 2009 monta com a acordeonista Marina Camargo um duo de música eletrônica ao vivo, o Folebaixo.Com o duo lançou o cd “Lounge” e se apresentou em Viena, na Áustria; em Salerno, na Itália e em 2017 no festival Psicodália em Santa Catarina. Marcelo é professor de contrabaixo do Conservatório de MPB desde 2003.Site: www.marcelopereiramusico.com



RENAN BRAGATTO – professor de BANDOLIM
Compositor e multi-instrumentista se apresenta desde 2003 em formações de Choro, Forró e Samba (com piano, bandolim, acordeom e cavaco), sempre valorizando nossa cultura brasileira. Fez parte do extinto Clube do Choro na Cidade de São Bernardo do Campo, no estado de São Paulo, tocando em Grandes Festivais como: Festival de Inverno de Paranapiacaba, Festival de Inverno de Ouro Preto, Rua do Choro em São Paulo, Chorando sem Parar em São Carlos, entre outros. No ano de 2011, finalizou a gravação do CD de seu Primeiro Projeto Autoral, no Grupo Saçurá, com Shows de Lançamento nos SESCs São José dos Campos, Bauru e Campo Grande. É músico bandolinista da Orquestra à Base de Corda de Curitiba. Seu show de estreia foi  o concerto com o músico Lenine, tendo se  apresentando também com Diogo Nogueira, Carlos Malta e Pife Moderno. É professor de Bandolim do CMPB desde 2014.




TONI ANTONIACOMI – professor de BATERIA
Nasceu em Curitiba-PR em 1972. Começou a tocar bateria como autodidata aos 15 anos, com 21 iniciou seus estudos com o professor Guilherme Gonçalves (graduado na Berklee College of Music) com quem estudou por sete anos. Fez cursos de especialização com grandes nomes da bateria mundial entre eles: Gary Chaffee, Dean Anderson, Pascoal Meirelles, Edgard Rocca, Rodolfo Cardoso, Nenê, Marcio Bahia e Oscar Bolão. É autor de dois livros: “Leitura rítmica e sua aplicação no estudo de independência para ritmos brasileiros” (2012) e “Rítmica 2 - compasso misto e composto” (2014).  Estes dois trabalhos foram adotados por várias escolas de música e por duas faculdades: FAP-Faculdade de artes do Paraná (atual UNESPAR)  e PUC (Pontifícia Universidade Católica) nos cursos de licenciatura.
Atua como professor do Conservatório de MPB de Curitiba desde 1996, e também na Pulsare Centro Musical. Em 2015 fez uma turnê nacional com o grupo Baque Solto onde tocou em várias cidades brasileiras. Como músico já participou de vários shows e gravações como free lancer, além de atuar em grupos de música brasileira, jazz e música pop. Atualmente trabalha com seu trio de música instrumental e o grupo Baque Solto.




EDI TOLOTTI – professor de BATERIA PARA CRIANÇAS
 Baterista, professor desde 1993. Tocou e ministrou aulas e workshops em muitas cidades do Brasil, além de vários países da América do Sul, como Equador, Bolívia, Peru, entre outros. Com o lançamento do CD “The Second Death” a revista Metal Mission o elegeu como melhor baterista de sua categoria (metal cristão), com votação de leitores de todo o Brasil, repetindo o feito em 2003. Atuou como baterista do coral da Copel do show de 60 anos em 2014, fazendo apresentações em várias cidades do estado. Já fez aula com Lilian Carmona, Nenê, Kiko Freitas, Robertinho Silva, Guilherme Gonçalves, entre outros grandes bateristas de renome internacional. É proprietário da Escola de Música Edi Tolotti em Curitiba. É professor de Bateria para Crianças do Conservatório de MPB desde 2014.




PAULO OLIVEIRA – professor de BATERIA PREPARATÓRIO
Professor de bateria há vinte e seis anos, músico nascido na cidade de Guarapuava, mudou-se para Maringá para dar início aos seus estudos do instrumento. Lá, estudou com o professor Dâmaso Cerruti com quem desenvolveu o curso "Bateria Criação". Ingressou como aluno de Bateria no Conservatóro de MPB em 1998 concluindo seus estudos com os professores Guilherme Gonçalves e Toni Antoniacomi no ano de 2002. No ano seguinte começou a ministrar o curso de Bateria para Crianças no conservatório, onde permaneceu até 2015 quando saiu para abrir sua própria escola de Bateria. Em 2016, retornou ao CMPB para ministrar o curso de Bateria Preparatório. Como músico, além da bagagem com a música popular brasileira, trabalha com jazz, blues,  rock, country e fusion, entre outros estilos.



ANA CASCARDO - professora de CANTO POPULAR
Ana Cascardo atua no mercado paranaense como cantora, locutora, produtora e professora de canto. É graduada em Musicoterapia pela Faculdade de Artes do Paraná, licenciada em Estudos Sociais pela Univali, com formação em Coach Life pela Sociedade Latino Americana de Coaching. Tem dois CDs lançados e o livro/DVD Guia Teórico Prático da Voz,  publicado em parceria com a fonoaudióloga Dóris Beraldo. Em 2006 lançou o álbum Esta Noite vai ter Sol”, que teve produção musical de Ana Cascardo e Sérgio Santos. Ana realizou em maio de 2007 um show juntamente com o Trio Bonsai no Teatro do Paiol através do edital “Música no Teatro do Paiol” do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura do Fundo Municipal de Cultura. A harmoniosa combinação do trabalho do trio com o da intérprete, motivou a continuidade desta parceria, através da produção de um CD da cantora contando com a participação dos músicos do trio como acompanhantes, intitulado “Ana Cascardo convida Trio Bonsai” lançado em 2014. É fundadora do Blog Voz Teoria e Prática com vári os artigos ligados a voz falada e cantada. Também mantém um canal no YouTube que leva o seu nome onde dá várias dicas para se manter uma voz saudável. 




CLARISSA BRUNS – professora de CANTO POPULAR
A cantora e compositora paranaense Clarissa Bruns convive com a música desde muito cedo. Sob a influência de uma família de músicos, sua infância foi marcada por aulas de violino, piano e participações em corais. Iniciou seus estudos de canto popular no Conservatório de MPB de Curitiba aos 14 anos e lá se vão mais de 20 anos de dedicação ao estudo do canto. Graduada em Musicoterapia pela Faculdade de Artes do Paraná, desenvolveu a pesquisa “Buscando a Própria Voz” como monografia de conclusão de curso. Tem Pós-graduação em Modalidades de Intervenção nos Processos de Aprendizagem pela Puc-PR e formação (em Curso) em Imagens Guiadas pela Música, pela Bonny Foudation – EUA. Em 2008, a cantora, que também é compositora, lançou seu primeiro trabalho autoral em CD. Com produção de Rafael Vernet e grande elenco de músicos, ainda contou com a participação especial de Fátima Guedes e Jorge Vercilo. Em 2014, lança seu segundo trabalho, também autoral, o DVD e CD ao vivo “Riso Fácil”, gravado no Canal da Música. Produzido por ela juntamente com Fábio Hess e executado por músicos e uma equipe talentosa, esse segundo trabalho ainda teve a honra da participação especial do saudoso Jair Rodrigues, com quem Clarissa cantou em dueto.



JOUBERT DE PAIVA GUIMARÃES – professor de CANTO POPULAR
Iniciou sua vida artística em Londrina onde fez parte do Coral da Universidade Estadual bem como tenha obtido graduação em Licenciatura em Educação Artística no ano de 1983. Naquela cidade criou vários grupos vocais que impulsionaram a produção artística local. Transferindo-se para Curitiba participou do Coral Sinfônico do Teatro Guaíra, do Coral MPBão, e Vocal Brasileirão ambos do Conservatório de Música Popular Brasileira.  Lecionou canto para a música popular em várias escolas da cidade bem como em Jaraguá do Sul (SC). Fez cursos livres em Oficinas eruditas e populares sendo aluno de professores como Mara Campos, Marcos Leite, Arismar do Espírito Santo, Maurício Carrilho, Mônica Salmaso, Regina Luccatto, Clara Sandroni, Dulce Leandro, Osvaldo Colarusso, Elza Soares, Chico Mello, Ian Guest, Roberto Corrêa, Tutti Baê, Tatiana Parra, Paula Santoro, Izabel Padovani entre outros. Graduou-se em Composição e Regência pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná em 2003. Atualmente é professor de Canto do Conservatório de Música Popular Brasileira de Curitiba e professor de Canto Coral e Canto Popular na Escola de Música Villa-Lobos da Casa da Cultura Fausto Rocha Junior da Fundação Cultural de Joinville, onde reside. Pela mesma instituição desenvolve projetos de extensão atuando junto a alunos da rede municipal, bem como, na formação de seus professores e proporcionando inclusão a usuários em tratamento de diversas patologias.



JULIÃO BOÊMIO – professor de CAVAQUINHO e PRÁTICA DE CONJUNTO DE CHORO
Julião Boêmio é curitibano, cavaquinista, compositor e professor de seu instrumento. Descobriu o cavaquinho assistindo um programa de Inezita Barroso. Aos 15 anos entrou no Conservatório de MPB de Curitiba onde cursou Prática de Conjunto de Choro, Harmonia, Solfejo, Leitura e escrita Musical entre outros cursos, e onde hoje é professor de cavaquinho e músico da Orquestra À Base de Corda. Integra o Clube do Choro de Curitiba. Trabalhou com músicos como Paulinho da Viola, Tia Surica, Noite Ilustrada, Cidinho 7 Cordas, Nelson Sargento, Silvério Pontes, Vinicius Dorin, Caito Marcondes, Altamiro Carrilho, Paulo Belinatti, Nailor Proveta e Quinteto em Preto e Branco. Como músico da Orquestra À Base de Corda, acompanhou cantores como Monica Salmaso, Ceumar, Zé Renato e os músicos Roberto Correa, Yamandu Costa, Pedro Amorim e Dominguinhos, entre outros. Ganhou o prêmio de melhor composição (Ebubu Fulo) no Festival de Novos Talentos do Circuito Cultural Banco do Brasil em 2003; e no mesmo ano o prêmio Saul Trumpet, de melhor instrumentista do ano. Venceu 5 vezes o Festival do Clube de Choro de Curitiba. Em 2008, ao lado dos compositores Davi Sartori e Gabriel Schwartz gravou um CD com a preocupação de criar uma nova concepção para o choro, inspirados nos grandes mestres Laércio de Freitas e Radamés Gnatali. Lançou o CD “Feijão no Dente” em 2010, no Teatro do SESC em Curitiba e no SESC Pompéia em São Paulo.




JACSON VIEIRA - professor de CLARINETE
É formado no curso Superior de Instrumento da Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atua como músico convidado da Camerata Florianópolis, professor de Clarinete no Conservatório de Música Popular Brasileira da Fundação Cultural de Curitiba desde 2008 onde também é membro da Orquestra à Base de Sopro desde novembro de 98, tendo participado de diversas apresentações com músicos convidados, entre eles Itiberê Zwarg, Léa Freire, Roberto Sion, Toninho Ferragutti, Nailor Azevedo “Proveta”, Arrigo Barnabé e Vittor Santos, Laércio de Freitas, André Mehmari, Teco Cardoso, Joyce Moreno, Arismar do Espírito Santo, Gabrielle Mirabassi e Egberto Gismonti. Participou também da gravação do CD Mestre Waltel, o DVD com Arrigo Barnabé, CD e DVD com André Mehemari, CD com o clarinetista italiano Gabrielle Mirabassi.





DORIANE CONCEIÇÃO – professora de FLAUTA DOCE
Doriane Conceição é professora de flauta doce do Conservatório de MPB desde 2016. Artista atuante na cena cultural de Curitiba, seja na área musical ou teatral, participou da gravação dos quatro CDs do Grupo Bayaka, foi vocalista do Grupo Baque Solto, ganhou o prêmio Gralha Azul de Melhor Sonoplastia pela composição e execução ao vivo da trilha do espetáculo teatral “Entre Tantos Contratrempos” e em 2015 gravou seu primeiro CD, “Sambandango”. Começou a estudar flauta doce ainda na infância, na cidade de Itabuna-BA. Nas aulas com a professora Mariângela Oliveira, na Escola Clave de Sol, experimentou um repertório variado, executando temas eruditos e temas da música popular brasileira, chegando a se apresentar para artistas como: Jorge Amado, Gilberto Gil, Dominguinhos e Ivan Lins. Em 2003 graduou-se em Musicoterapia pela Faculdade de Artes do Paraná, onde ingressou no Grupo Bayaka assumindo o posto de flautista doce desde a fundação até o encerramento das atividades do grupo de música étnica dirigido por Plínio Silva. 




ZELIA BRANDÃO – professora de FLAUTA TRANSVERSAL
Flautista que se caracteriza pela versatilidade, dedicando-se aos vários estilos que abrange a flauta transversal. Em 1972, quando iniciou o estudo de flauta transversal com J. Frank, já tinha uma noção de piano e canto e participava do Conjunto de Câmara da Família Brandão. Tornou-se aluna do prof. Norton Morozowicz, tendo então se formado no Curso Superior da EMBAP. Fez curso de aperfeiçoamento em música do séc.XX e Análise e Atualização da Didática, com H. Koellreutter. Fez curso de especialização em flauta traverso barroca com o prof. Oskar Peter na Schola Cantorum Basiliensis (Basel-Suiça).  Atua como convidada e solista em diversos grupos de câmara e orquestras. Dedica-se à apresentação de música barroca com instrumentos originais. Participa de grupos dedicados à música contemporânea. Atuando no magistério desde 1978, é docente do Conservatório MPB de Curitiba desde 1994 onde foi diretora pedagógica (2002 – 2004) e tem atuado em diversos festivais. Dedica-se à pesquisa da música popular brasileira, tendo participado de diversos grupos de choro e MPB. Envolvida com música cênica desde 1984, escreve e interpreta seus próprios espetáculos. Em 2012 juntamente com o pianista Gilson Peranzzetta, gravou o CD duplo: “Linguagem do Coração”, contendo repertório de Joaquim Antônio Callado e Pattápio Silva.





MARIO CONDE – professor de GUITARRA ELÉTRICA
Mario Eduardo Macedo Conde; músico multi- instrumentista de cordas (guitarra, cavaquinho, bandolim, violão e violão tenor), compositor , arranjador e produtor musical.Iniciou seu estudos aos 11 anos em sua cidade natal, Rio de Janeiro, com seu padrastoo maestro Jaime Ribeiro.Radicado em Curitiba desde o ano de 1986, participou de vários grupos da cena local tais como: Soweto, Sotak e Quadro (este último participando do projeto Pixinguinha). Em 92 se juntou ao grupo Sotak na Suíça para uma série de concertos,entre eles o festival de Montreux e Fribourg .De volta ao Brasil em 1995,colabora com vários grupos e artistas tais como: Dr.Cipó, Impacto Impar, Na Tocaia,Proveta,Vinicius Dorin, Carlos Malta, Arismar do Espirito Santo, Nelson Ayres, Roberto Sion, Robertinho Silva,Vitor Santos,Mauro Senise,Nenê, entre muitos outros.  Desde 2002 atua no grupo do trombonista Raul de Souza,tendo registrados dois CDs e um DVD. Com Raul participou de diversos festivais no Brasil como Mimo, Chivas Jazz Festival, Paraty Jazz, Festa da Música(BH), Amazonas Jazz, Guaramiranga,Rio das Ostras,Jericoacoara, Copa Fest e muitos outros.no exterior, excursionou por diversos países tais como Tunísia (Jazz a Tabarka e Túniz),Ilha de La Reunion, Eslovaquia, Berlin (POP Com),Suiça (Fête de la Musique), entre muitos outros. È professor de Guitarra do Conservatório de MPB desde 2004. Em 2011 gravou seu 1º CD autoral “Guitarra Brasil Universo” e em 2015 gravou o DVD homônimo com participação da Orquestra À Base de Sopro de Curitiba, na qual é integrante como guitarrista desde 2006.





JACKSON FRANKLIN – professor de HARMONIA FUNCIONAL
Jackson Franklin é um guitarrista, violonista, compositor e arranjador curitibano. Formado pela Faculdade de Artes do Paraná em Licenciatura em Música e pós-graduado em Metodologia no Ensino das Artes pela Uninter. Formado em Violão no Conservatório Villa-Lobos sob a orientação de Waldomiro Prodossimo. Estudou Guitarra com Mario Conde, André Hernandez, Frank Solari e Julio Herllein, entre outros. Estudou Harmonia Funcional e Arranjo Instrumental com Vicente Ribeiro. Trabalhou com vários artistas curitibanos, bem como em apresentações com músicos de renome nacional, como a pianista Maria Lídia (RJ), o baterista Rogério Bocatto (SP), Michel Leme (SP) e Frank Solari (RS). Atualmente mantém duo instrumental Art Bossa com a esposa Mari Lopes Franklin, com o qual se apresentou em 2008 no evento “50 Anos da Bossa Nova” promovido pelo consulado brasileiro em Milão (Itália) em 2008. É músico atuante na cena do jazz curitibano.  É professor de Harmonia Funcional do Conservatório de MPB de Curitiba desde 2014. Em outubro de 2016 lançou seu o CD “Caminhos” de violão solo em Milão na Itália dentro da programação do Festival de Cinema e Música Agenda Brasil e em março de 2017 realizou o lançamento do CD trabalho na Sala de Atos do Paço da Liberdade.




CÁSSIO MENIN – professor de LEM  - LINGUAGEM E ESTRUTURAÇÂO MUSICAL
Formado no curso de Licenciatura em Música pela Faculdade de Artes do Paraná. É compositor, arranjador e multi-instrumentista. Desenvolve projetos relacionados à Música ministrando cursos, palestras, oficinas, concertos didáticos e aulas de instrumento em escolas, instituições públicas e privadas. É diretor e produtor musical do grupo "Isto é Bom”, com o qual recebeu o "Prêmio Funarte de Concertos Didáticos". Ministrou a oficina "Violão no Choro" no “Club du Choro” de Paris, França e atualmente na Unespar Campus 2 (FAP). Desenvolve pesquisa relacionada à música popular brasileira, com destaque ao registro biográfico dos compositores publicado no "Songbook do Choro Curitibano".



RODRIGO MARQUES – professor de HISTÓRIA DA MPB e LEM  - LINGUAGEM E ESTRUTURAÇÂO MUSICAL
Natural de Maringá iniciou no baixo elétrico aos 10 anos com o professor Carlos Ribeiro Jr (Florianópolis). Aos 19 ingressou no Conservatório Musical de Tatuí – SP, onde se formou em 2011 nos cursos de MPB & Jazz e Arranjo. Lá teve como professores grandes nomes como Sérgio Frigério, André Marques, Fábio Leal, Cléber Almeida e Hudson Nogueira.  Em Curitiba desde 2013, vem atuando no cenário da música autoral local, integrando diversos grupos e formações distintas. Há dois anos integrando a Orquestra à Base de Corda, já dividiu o palco com Paula Santoro, Rafael Vernet, Paulinho Moska, Elza Soares e LiviaNestrovski. Participou de gravações de discos inéditos de compositores como Carlos Machado, João Triska, Cida Airam e Rafael Sanches (São Paulo).  Atualmente é graduando em Licenciatura em Música pela EMBAP e integrante da Filarmônica da UFPR.





ALEX FIGUEIREDO – professor de PERCUSSÃO
 Natural do Rio de Janeiro e graduado em percussão pela EMBAP, tem atuado como músico profissional desde 1990. Desde então tem trabalhado com orquestras sinfônicas estaduais, orquestra de MPB, cantores, corais, bandas de música pop, gravações de CDs. Entre 1994 e 1995 participou da Orquestra Brasil Musical que percorreu as principais capitais do país se apresentando ao lado de nomes como Armandinho, Paulo Moura e Wagner Tiso. Esdtudou percussão com Guello, Marcos Suzano, Mestre Caboclinho, Celsinho Silva, Oscar Bolão, Odilon Costa, Marcio Bahia e Edu Ribeiro.  Em 1996 estudou na Berklee College of Music em Boston. Lecionou percussão popular em diversas escolas de Curitiba e festivais no interior do estado. Participou da gravação do último CD da Orquestra Sinfônica do Paraná Foi um dos fundadores do grupo de musica cubana Elmerekumbè. Atualmente participa do grupo de forró Xaxá do Xexé Em 2012 com o projeto “Dos Regionais às Jazz Bands” se apresentou no Clube do Choro em Paris onde também ministrou uma oficina de percussão brasileira. Desde 2004 atua como professor de percussão do Conservatório de MPB de Curitiba. 




VINA LACERDA – professor de PERCUSSÃO
Natural de Londrina, PR, iniciou seus estudos no Conservatório de MPB de Curitiba integrando a Orquestra à Base de Sopro e Orquestra À Base de Corda. Nestes grupos teve a oportunidade de trabalhar com Roberto Gnatalli, Itiberê Zwarg, Toninho Ferragutti, Laércio de Freitas, Roberto Corrêa, Dominguinhos, Caito Marcondes, Ná Ozetti, Carlos Malta, André Abujamra, Joel Nascimento, Pedro Amorim entre outros. Participou do Projeto Circular Brasil o lado de Paulo Moura. É autor dos livros “Pandeirada Brasileira” e “Pandeirada Brasileira Pocket Edition”, material de referência para o estudo do pandeiro e da música brasileira. Com este projeto viajou à Portugal, Itália, Suíça, Alemanha, Holanda, Argentina, Peru, Inglaterra e Estados Unidos dando workshops em escolas de músicas e universidades (destaque para as apresentações no PASIC 2010, New York University, Royal College of Music e Juliard School). No Brasil apresentou o projeto nas Universidades Estadual de São Paulo (UNESP), de Santa Maria (RS), na Escola de Música de Brasília, Festival de Inverno da Universidade Federal do Paraná, Oficina de Música de Curitiba e V Encontro Latino Americano de Percussão. É Bacharel em Percussão pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Trabalhou com as orquestras Sinfônica de Ribeirão Preto, Sinfônica do Paraná e Camerata Antiqua de Curitiba. Atualmente trabalha com Vadeco, Julião Boêmio, Mano a Mano Trio e Regional Pandeirada Brasileira. É professor do Curso de Percussão Popular do Conservatório de MPB de Curitiba.



ABIGAIL R. SILVA – professora  de PIANO POPULAR
Primeira professora com formação  e  aplicação de aulas de piano em grupo no Brasil. Em 1954 - formou-se como professora de piano no Conservatório Musical de Lins e Magistério no Colégio Americano na mesma cidade. Em 1955 abre o Conservatório Musical de Santo Amaro COMUSA em São Paulo, oficializado pelo MEC que encerra atividades  em 1978. Em 1957 diploma-se como professora de Acordeom. Organiza e faz apresentações de orquestras com esse instrumento. Realiza  cursos de aperfeiçoamento ao piano com  Armando de Moura Lacerda,  João Carlos Martins entre outros. Diplomou-se em 1975 no Curso de Licenciatura em Educação Musical (Artística) na Faculdade Paulista de  Música. De 1973 a 1975 fez cursos de capacitação do método de ensino de piano em grupo do Dr. Robert Pace (Columbia University) tendo como professora   Sister  Marion Verhaleen. Passa a por em prática o conteúdo pedagógico  e a didática das aulas de piano em grupo de Pace no seu conservatório em São Paulo. Em 1975 recebe a nomeação de Diretora do método Pace no Brasil, com autorização para realizar cursos de capacitação, o que faz até os dias de hoje. Em 1983 radica-se em Curitiba. Em 1990 abre a Escola de Música Professora Abigail  na Rua Schiller,  aplicando o ensino de piano e teclados em grupo, formando a “Orquestra de Teclados de Curitiba”. Em 2009 lança seus Livros de ensino “Aprender tocar e criar ao piano”: Repertório e Harmonia, Improvisação e Técnica, seguindo a metodologia de Robert Pace. Em 2014 lança seu 3º. livro: A Prática da Teoria.Tem realizado palestras e cursos de capacitação para preparar professores de piano em grupo pelo Brasil. Desde 2003 leciona piano em grupo no Conservatório de MPB de Curitiba.





REGINALDO NASCIMENTO – professor de PIANO
 Pianista, cantor, e regente. Iniciou seus estudos de piano com a prof.ª Lina Kubala, tendo depois estudado sob orientação dos professores Neyde Coelho, Maria Leonor Macedo e Jorge Hartke. Graduou-se pela EMBAP/PR, no Curso Superior de Instrumento/Piano (1993), na classe da professora Leilah Paiva. Frequentou cursos de interpretação pianística com os professores Henriqueta Garcez Duarte, Luiz Medalha, Luiz Senise, Miguel Proença, Gilberto Tinetti e Jacques Klein. Estudou Harmonia com os professores Chico Mello/PR e Osvaldo Colarusso/PR e Arranjo Vocal com Marcos Leite/RJ. Há 17 anos é integrande do Vocal Brasileirão do Conservatório de MPB de Curitiba onde já exerceu as funções de regente, regente assistente e cantor. Com o Vocal Brasileirão tem 2 CDs gravados e shows com artistas de renome nacional como Regina Lucatto, Mauricio Maestro, Quarteto em Cy, Boca Livre, e Joyce. Atuou como professor de piano em diversas cidades do Paraná e de Santa Catarina.




BRUNA KAISER WASEM - professora de PIANO PARA CRIANÇAS
Pianista paranaense, natural de Marechal Cândido Rondon, iniciou seus estudos musicais aos 11 anos de idade. Estudou Piano na Escola de Música Carlos Gomes e desde então, música tem sido a sua paixão. Graduada nos cursos de Licenciatura em Música pela EMBAP (2012), Bacharelado em Musicoterapia pela FAP (2013) e especialista em Pedagogia Instrumental e Performance (Piano) pela UNESPAR - Campus de Curitiba I (2015). Entre outras atividades, cursou uma oficina de Piano Popular com o pianista Fábio Torres em 2010, participou como pianista do Grupo de MPB da UFPR durante o ano de 2012 e atua como professora e musicista. Atualmente cursa o Mestrado em Música da UFPR, na linha de Educação Musical e Cognição e é integrante do GRUME – Grupo de Pesquisa Música e Expertise.



PRÁTICA DE CONJUNTO DE CHORO - professores:
JULIÃO BOEMIO (*release acima em "Cavaquinho")
LUCAS MELO Músico curitibano, estudou no Conservatório de MPB de Curitiba com os professores Claudio Menandro e Fabiano Tiziu, com quem desenvolveu principalmente a linguagem do violão brasileiro. Fez cursos com os violonistas Rogério Souza, Marco Pereira, Maurício Carrilho, Rogério Caetano e Alessandro Penezzi. Como violonista, foi convidado a integrar os principais regionais de choro da cidade, dentre eles o tradicional Conjunto Choro e Seresta. Em 2015 lançou o CD Papo de Xará, com o músico Lucas Miranda, trabaho que foi aclamado pela crítica especializada. Atua como músico, compositor e arranjador em diversos projetos e grupos musicais em Curitiba. Foi convidado ministrar aulas no Conservatório de MPB de Curitiba, na Faculdade de Artes do Paraná, na EPM Holanda e na Casa do Choro de Toulouse. Já se apresentou no Brasil e em diversos países ao lado de músicos como: Sérgio Albach, Rogério Souza, Ana Paula da Silva, Antônio Rocha,  Gabriel Schwartz, Daniel Migliavacca, Mário Sève, entre outros.




LUCAS MELO - professor de PRÁTICA DE CONJUNTO DE MPB *release acima





PRÁTICA DE CONJUNTO DE SAMBA - professores:
LUÍS ROLIM Nascido em Curitiba, é percussionista autodidata e iniciou seus estudos de bateria aos 15 anos, passando pelo Conservatório de MPB de Curitiba e assistindo aulas com renomados artistas como Kenwood Dennard, Carlos Bala e Wilson das Neves. Em sua carreira esteve ao lado de Zeca Baleiro, Paulinho da Viola, Elza Soares, Tia Surica da Portela, Nilze Carvalho, Consuelo de Paula, Siba Veloso, Dominguinhos, Gilson Peranzzetta, Carlinhos Vergueiro, Borghetinho, Carlos Malta, Raul de Souza, entre outros. Realizou turnê pela Europa com apresentações e workshops na Espanha, Holanda, França, Suíça e Alemanha. Atualmente faz parte da Orquestra à Base de Cordas, Sapato Furado Orquestra de Gafieira, Milagrosos Decompositores e Daniel Migliavacca Quarteto.

GUSTAVO MORO O violonista Gustavo Moro já acompanhou importantes nomes da música popular brasileira, entre eles a cantora Célia, Renato Borguetti, Daniel Sa, o pianista Gilson Peranzzetta e Monarco da Portela. Realizou turnês pela Europa em 2012 e 2013, lançando o CD Pé de Crioula da cantora Ana Paula da Silva, apresentando-se em importantes teatros e clubes de jazz na Áustria, Suíça, e Alemanha. É professor de Prática de Conjunto de Samba no Conservatório de MPB desde julho de 2016.



ROGÉRIO GULIN - professor de PRÁTICA DE CONJUNTO DE MÚSICA CAIPIRA, VIOLA CAIPIRA E VIOLÃO
Compositor, instrumentista (violão e viola caipira), pesquisador e professor. Estudou Violão Clássico na EMBAP com o professor Chico Melo. Trabalha com os grupos Terra Sonora com o qual gravou viola e violão em 7 CDs e Viola Quebrada com o qual gravou 6 CDs, 1 CD ao vivo e 1 DVD ao vivo – entre outras formações – com os quais tem gravado diversos álbuns e excursionado pelo Brasil e exterior. Desenvolveu uma intensa pesquisa sobre o Fandango – com resultados registrados e divulgados em livros e CDs. Foi selecionado e premiado em vários projetos, tais como “Rumos Musicais do Itaú Cultural” (2001 e 2008), “Prêmio Syngenta de Música instrumental e viola” (2004 e 2006), “Circular Brasil” (2006), “Projeto Pixinguinha” (2008) e “Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira” na categoria “violeiro solo'” (2010 e 2013). Como instrumentista solo gravou 3 álbuns, Tempestade ( 2003 ), Orvalho ( 2008 ) e Alinhamento ( 2013 ) e um CD em duo com o flautista Giampiero Pilatti (Duo Chão de Pedra – 2016). Como compositor de Viola Caipira, escreveu mais de 70 obras. Como professor de viola e violão, atua desde 1994 no CMPB. Dividiu palcos e CDs com grandes nomes da MPB, tais como: Pena Branca & Xavantinho, Tinoco, Inezita Barroso, Guinga, Carlos Malta, Roberto Corrêa, As Galvão, etc.




RAUL VALENTE – professor de SAXOFONE
 Saxofonista e flautista, iniciou estudos na flauta aos 19 anos com Alvino Tortato e Fernando Oliveira. Aos 22 anos começou aulas com Paulo Branco no saxofone. Após fez diversos cursos com Nailor Proveta, Teco Cardoso, Bradford  Marssalis, Carlos Malta e Vinicius Dorin.  Professor na escola Mozartsom desde1999 e do Conservatório de Musica Popular Brasileira desde 2004.   Atua na música curitibana desde 1986, com apresentações em bares, festas, shows e gravações. Com estilo variado, toca música brasileira em gêneros, assim como outros estilos como blues, rock, fusion e Jazz. Especializou-se na perfomance dos seguintes instrumentos: saxofones alto, soprano e tenor, flauta transversal e EWI (Electric Wind Instrument). Realizou gravações, shows e apresentações junto a grandes nomes da música local e nacional como  Glauco Solter, Mario Conde, Paulo Branco, Paulo Matar, Carlos Malta, Toninho Ferraguti, Mauro Senise, Iana Purin, Vinicius Dorin, Jean Pierre Zanella,  Andre Dequech, entre outros.







LAURO RIBEIRO – professor de TROMBONE
Trombonista e multi-instrumentista, formado em Música pela UNESPAR - Universidade Estadual do Paraná, antes EMBAP (Escola de Música e Belas Artes do Paraná), atua na área de performance e educação em Curitiba há vários anos tendo como seus principais trabalhos: a docência a docência na Arnica Cultural e as performances musicais na banda Trombone de Frutas, no grupo de metais Bananeira Brass Band, na banda Lemoskine e em seu projeto solo Aerofonismo. Como músico performático, especialista no campo dos metais, além de intérprete e arranjador em várias bandas, tem agregado valor no discurso artístico dos grupos nos quais participa como convidado tanto nos palcos quanto nos estúdios de gravações. Quanto aos artistas que já acompanhou, vale citar: Jards Macalé, Di Melo e Curumin (convidados da Trombone de Frutas), Karol Conka (convidada do Bossa Urbana), Fernanda Takai (convidada da Lemoskine), Paulo Miklos, Mauricio Pereira, China, Fernando Anitelli, Leo Fressato (convidados da Banda Mais Bonita da Cidade). Entre os principais trabalhos já realizados vale a destacar a participação no DVD da Banda Mais Bonita da Cidade e no disco das bandas Siricutico, Charme Chulo, Gentileza, Lemoskine, Bernardo Bravo, Watch Out for the Hounds, Conde Baltazar, Escambau. Com os grupos nos quais faz parte gravou com Trio Kraide (discos “Txunai” e “Lado B”), com Trombone de Frutas (discos "Chanti, Charango?" e “Chanti, Alpïsti) e com a Bananeira Brass Band registrou o single “Fúria”.




ROGÉRIO GULIN – professor de VIOLA CAIPIRA e VIOLÃO
Compositor, instrumentista (violão e viola caipira), pesquisador e professor. Estudou Violão Clássico na EMBAP com o professor Chico Melo. Trabalha com os grupos Terra Sonora com o qual gravou viola e violão em 7 CDs e Viola Quebrada com o qual gravou 6 CDs, 1 CD ao vivo e 1 DVD ao vivo – entre outras formações – com os quais tem gravado diversos álbuns e excursionado pelo Brasil e exterior. Desenvolveu uma intensa pesquisa sobre o Fandango – com resultados registrados e divulgados em livros e CDs. Foi selecionado e premiado em vários projetos, tais como “Rumos Musicais do Itaú cultural” (2001 e 2008), “Prêmio Syngenta de Música instrumental e viola” (2004 e 2006), “Circular Brasil” (2006), “Projeto Pixinguinha” (2008) e “Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira” na categoria “violeiro solo'” (2010 e 2013). Como instrumentista solo gravou 3 álbuns, Tempestade ( 2003 ), Orvalho ( 2008 ) e Alinhamento ( 2013 ) e um CD em duo com o flautista Giampiero Pilatti (Duo Chão de Pedra – 2016). Como compositor de Viola Caipira, escreveu mais de 70 obras. Como professor de viola e violão, atua desde 1994 no CMPB. Dividiu palcos e CDs com grandes nomes da MPB, tais como: Pena Branca & Xavantinho, Tinoco, Inezita Barroso, Guinga, Carlos Malta, Roberto Corrêa, As Galvão, etc.



CLAUDIO MENANDRO – professor de VIOLÃO
 Nascido em Salvador, Bahia, iniciou ainda jovem a sua carreira como violonista. Gravou seu primeiro disco em 1986, interpretando os clássicos do repertório para violão. Em 1988, gravou seu segundo disco, voltado para clássicos do cancioneiro popular.Com o violonista suíço Daniel Erni fez projeto de concertos didáticos por vários anos, patrocinado pela Prefeitura Municipal de Zurique, Suíça. A partir de 1989, na Alemanha, desenvolveu trabalho como integrante do grupo Projeto Três ao lado do violonista alemão Ahmed El-Salamouny e percussionista brasileiro Gilson de Assis. Lá, gravou 03 CDs de música brasileira. Realizou projeto de música barroca francesa em duo com o cravista Edmundo Hora, em Campinas. Fez duo com o violonista Marcus Llerena, com o qual viajou em turnê pela França, apresentando o projeto “De Bach a Pixinguinha”. Em 2005, participou da programação do “Ano do Brasil na França” fazendo cinco shows em Paris com o grupo “Três no Choro.Gravou dois CDs com composições próprias – Sombra e Água Fresca (2002) e Descansado (2006) – com participações dos clarinetistas Paulo Sérgio Santos e Proveta.Já dividiu o palco com nomes como o cravista Edmundo Hora, o pianista João Carlos Assis Brasil, Dominguinhos, Roberto Correa, Luiz Otávio Braga,  Mônica Salmazo, Toninho Carrasqueira, dentre outros. Em 2007 fez uma turnê pelo Brasil com o clarinetista Paulo Moura, através do projeto CIRCULAR BRASIL patrocinado pela Petrobrás.



FABIANO SILVEIRA “Tiziu” – professor de VIOLÃO
Iniciou os estudos do violão clássico aos 13 anos de idade. Aprofundou-se na musica popular brasileira no Conservatório de MPB de Curitiba, onde hoje atua como professor. É membro do Trio Quintina, fez parte da orquestra À Base de Corda do Conservatório de MPB, atuou no grupo Maria Faceira que foi pioneiro no gênero ”samba de gafieira” em Curitiba. Atua no duo Choro F5 com o maestro e clarinetista Sergio Albach, é diretor e arranjador da orquestra de violões” Kilânio” e desenvolve a prática de orquestra com vários alunos, pesquisa toques e referências do samba de terreiro com o grupo “Os Encantados”, fez a trilha sonora no filme sobre a vida do artista “Poty Lazzarotto”. Lançou um livro de partituras com estudos para violão e flauta.  Participou do festival de choro em Paris realizando turnê em países como Alemanha, Suíca, Espanha, Bélgica, Inglaterra e Holanda.


GUILHERME CAMPOS – professor de VIOLÃO
 curitibano Guilherme Campos é graduado pela Escola de Música e Belas Artesdo Paraná, pós-graduado pelo IBPEX e cursou Letras na FACEL. Como violonista e compositor teve a oportunidade de atuar com importantes músicos brasileiros.  Obras gravadas “Cidade 87” (1991), “Desenvolvimento Nº 5” (1998), “Balacubaco” (2000), “Quadros” (2006). Como professor destaca-se sua atuação no ensino superior na EMBAP e Universidade Tuiuti do Paraná, sua atuação no XVI Festival de Música de Cascavel e na XXIV Oficina de Música de Curitiba como professor de instrumento (violão). Ao publicar material didático para o ensino da música descobriu sua veia literária e não parou mais de escrever. Publicou Tempo de Mudança (2003), Manual do Cidadão Oprimido (2005), Tríade (2008), Arnaldo Está Louco?(2009), Arnaldo Está Vivo? e Onde Está Arnaldo? (2009). Atualmente leciona no Conservatório de MPB e Colégio Dom Bosco em Curitiba, atividades que divide com projetos de incentivo à leitura e produção de texto em escolas de ensino fundamental e médio.


DANIEL FAGUNDES – professor de VIOLÃO PARA CRIANÇAS
Pós-graduado em Fundamentos da MPB pela Faculdade de Artes do Paraná. Atua como professor de violão no CMPB de Curitiba desde 2008, onde também foi aluno, tendo como mestres Indioney Rodrigues, Vicente Ribeiro, Liane Guariente, João Egashira, Maurílio Ribeiro entre outros. Teve uma breve passagem pelo violão erudito no Conservatório Villa Lobos com o professor Valdomiro Prodóssimo. Cursou formação musical em Canto na Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atua como regente coral, cantor e instrumentista. Integra as bandas Areia Branca, Anônimos do Samba e o Grupo Fato com o qual lançou em 2014 o sétimo disco com produção de Pedro Luís e várias participações, entre elas Lenine e João Cavalcanti. Foi integrante por 7 anos do Coral Champagnat da PUC-PR e gravou três discos com o Bayaka “Música dos Povos”.










Nenhum comentário:

Postar um comentário